Colapso nas UTIs do Acre faz sua primeira vítima; idoso morreu à espera de leito

covid-19 acre sin camasO colapso das unidades de terapia intensiva (UTI) anunciado pela Secretaria de Saúde (Sesacre) nesta terça-feira (19) fez, na mesma data, sua primeira vítima. O aposentado Raimundo de Souza, de 75 anos, morreu à tarde, após dois dias de espera por um leito.

Ele já havia recebido alta de enfermaria comum no último dia 12 após tratamento, aparentemente bem-sucedido, da covid-19. Porém, cinco dias depois, teve agravamento do quadro e precisou de terapia intensiva, mas não encontrou vaga.

A Sesacre informou que ele seria internado na noite de terça, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, se não tivesse morrido antes. A filha do homem chegou a gravar um vídeo, às lágrimas, implorando ao governo um leito para o pai.

O órgão comunicou, em nota, que o homem recebeu alta da enfermaria da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito na semana passada por não ter apresentado situação grave da doença.

Em coletiva de imprensa online na terça, o secretário de Saúde, Alysson Bestene, informou que há 27 leitos de UTI em Rio Branco e oito no interior para tratamento de pacientes com coronavírus. Disse, ainda, que as unidades já estão praticamente lotadas.